segunda-feira, 7 de Abril de 2014

U. COIMBRA 5 ESTRELA DO MAR 0


Rendimento mínimo deu para golear

U. Coimbra 5 - Estrela do Mar 0

Jorge Vaz, Monteiro, Luís Santos, Vítor Duarte, Arcanjo, Amado, Paulo Raquete, Nuno Raquete, Maná, Fernando Martins e Jorge Alexandre.
Jogaram ainda: Toninho, Gonçalo, Trindade, Minas, Ramos, Freitas, Fernandes, Pedro Maria, Murta e Joaquim.
Outras presenças: Ramiro, Cortez, Abel, Cândido, Vítor Oliveira e Zé Vítor.
Treinador: Joaquim Loureiro.
Jogo no Estádio Municipal Sérgio Conceição, em Taveiro.
Árbitro: Carlos Rafael.
Auxiliares: Rui Pereira e Mário Alves.
Ao intervalo: 2-0.
Marcadores: Jorge Alexandre (2), Fernando Martins, Maná e Paulo Raquete.
Sem ter feito uma exibição de “arregalar os olhos” as velhas guardas unionistas receberam e golearam os veteranos do Estrela do Mar (Marinha Grande), numa partida que teve como palco o excelente relvado do “Sérgio Conceição”. Com um início de jogo algo titubeante, os comandados de Joaquim Loureiro permitiram aos homens da capital do vidro chegar com perigo à baliza de Jorge Vaz. A formação de Coimbra assentava o seu jogo em lançamentos em profundidade para o veloz Jorge Alexandre o que criava muitos espaços entre os setores da equipa. E era nesses espaços que os forasteiros “complicavam a vida” aos da casa. Chegados ao intervalo a vencer por 2-0, com Fernando Martins e Jorge Alexandre (grande golo) a fazerem balançar as redes contrárias, a equipa unionista manteve alguma irregularidade no segundo tempo. No entanto, acabou por fazer o "quanto baste" para marcar uma mão cheia de golos. A alternância entre o bom e o sofrível marcou o seu futebol e a equipa marinhense ia “fazendo pela vida”, lutando até à exaustão. Nos períodos bons os unionistas ainda marcaram mais três golos.

domingo, 30 de Março de 2014

LOURINHANENSE 1 U. COIMBRA 2

Em cima: Loureiro, Cortez, Pedro Maria, Pedro Marques, Arcanjo, Luís Santos, Ramiro, Fernando Martins e Abel.
Em baixo: Trindade, Murta, Jorge Alexandre, Vítor Sá, Amado, Monteiro, Paulo Raquete e Freitas.

VITÓRIA UNIONISTA COM TODOS OS "INGREDIENTES"
As partidas entre estes dois núcleos têm sempre garantia de qualidade. E este jogo, realizado na Lourinhã, não fugiu à regra.
Também como habitualmente, a formação de Coimbra deslocou-se à Lourinhã bastante desfalcada, com apenas 14 jogadores “utilizáveis”. Mas é também nestas circunstâncias que, normalmente, leva de vencida a equipa de Alfredo Santos.
Este foi um jogo com todos os “ingredientes”. “Rasgadinho”, emoção quanto baste, incerteza no marcador, decisões “polémicas” da equipa de arbitragem e alguns lances (de parte a parte) a “ultrapassar as marcas”.
Consciente das suas limitações a equipa unionista jogou com forte determinação e muito concentrada. Os sectores jogaram muito unidos e com grande entre ajuda. O Lourinhã criava perigo principalmente através do seu excelente avançado Ricardo Viola. Fernando Martins colocou a equipa unionista em vantagem, aproveitando uma jogada rápida de Jorge Alexandre pela direita. A reação da equipa da casa não se fez esperar e Paulo (penalty duvidoso) igualou.
Na segunda parte a formação da Arregaça “cerrou fileiras”. Espírito de sacrifício e muita entrega ao jogo dificultaram as ações ofensivas dos anfitriões. Paulo Fonseca e Trindade desperdiçaram flagrantes oportunidades e foi novamente Fernando Martins, ao aproveitar uma falha defensiva, a marcar o segundo golo.
A excelente relação entre estes dois núcleos ficou bem vincada no convívio gastronómico após o jogo.

segunda-feira, 24 de Março de 2014

U.COIMBRA 3 RESENDE 1


Na estreia de convívios desportivos frente ao G.D. Resende os veteranos venceram por 3-1
 MARCAR PRIMEIRO, GERIR DEPOIS

União de Coimbra: Jorge Vaz, Monteiro, Pinto, Vítor Duarte, Luís Santos, Ramos, Paulo Raquete, Nuno Raquete, Amado, Fernando Martins e Jorge Alexandre.

Jogaram ainda: Toninho, Trindade, Murta, Pedro Maria, Joaquim, Arcanjo, Minas e Freitas.
Treinador: Fernando Freitas.
Outras presenças: Abel, Cortez, Cândido, Loureiro, Fernandes, Vítor Oliveira, Zeca e Ramiro.

Campo da Arregaça, em Coimbra.
Árbitro: Carlos Rafael.
Auxiliares: Rui Gomes e Alberto Gomes.
Ao intervalo: 2-0.
Marcadores: Jorge Alexandre (3) pelo U. Coimbra e Teixeira pelo G. D. Resende.

Na estreia com mais uma equipa de veteranos, o G. D. Resende, os veteranos unionistas averbaram nova vitória. O resultado final não espelha as dificuldades que a equipa de Coimbra sentiu, já que a formação de Resende se apresentou no campo da Arregaça com um futebol de qualidade, e fez brilhar, nalgumas ocasiões, o guarda-redes Jorge Vaz.
Valeu, na ocasião, a velocidade e inspiração de Jorge Alexandre, mais uma vez o marcador de serviço dos unionistas. Globalmente a equipa da casa também efetuou um bom jogo, com uma boa ligação entre setores, principalmente no primeiro período da partida. De alguma forma, pode dizer-se que a equipa orientada por Fernando Freitas marcou na primeira parte e geriu o marcador na segunda.
Os forasteiros discutiram o jogo até final e o golo que marcaram conferiu justiça ao resultado.
A formação de Resende valorizou a nossa vitória

segunda-feira, 17 de Março de 2014

ENTREVISTA COM JOÃO TRINDADE

Depois das comemorações do 20º aniversário do núcleo de veteranos do C.F.União de Coimbra, cujo êxito se deveu, em muito, ao extraordínário trabalho da comissão constituída para o efeito, conversamos com João Trindade que respondeu a algumas questões do nosso blog:
Trindade analisou os 20 anos do núcleo

- Qual o balanço que fazes de 20 anos de existência do núcleo?

JT - Quando o Núcleo foi constituído nunca imaginei a dimensão que ele atingiria na divulgação do clube, da cidade e da região, como também na aglutinação da família unionista.
Dessa dimensão resulta a consequente responsabilidade que temos sabido assumir. Daí o facto de várias entidades e empresas terem não só confiado em nós, como incentivado e colaborado nas nossas iniciativas.
Estou convencido que poderíamos ter ido mais além, sobretudo na consolidação e credibilização do nosso União, se tivéssemos tido a compreensão e recetividade das últimas direções do clube.
Gostaria que se mantivesse no Núcleo o lema de que “Não somos uma equipa de futebol” com tudo o que tal implica. Temos procurado estar bem não só nas quatro linhas, mas também no aspeto social.

- Qual a tua opinião sobre as comemorações do 20º aniversário?

JT - Numa altura em que o União atravessa a mais grave crise da sua história o objetivo principal foi conseguido, dar a conhecer à cidade que o clube tem uma massa associativa que vive o seu União e que chora a situação em que o mesmo se encontra. Conseguimos juntar a família unionista.
Por outro lado permitiu-nos manifestar a nossa gratidão e reconhecimento por aqueles que têm colaborado connosco, que deram muito ao clube, e lembrar outros que deixaram Referimo-nos ao ex-Presidente da Câmara da Calheta (Madeira) - Baeta de Castro- que ao longo de mais de uma década recebeu as gentes de Coimbra duma forma inesquecível.
- Vereador do Desporto na Câmara de Coimbra até 2013- Luís Providência pela forma como colaborou, incentivou e confiou no Núcleo na realização de vários eventos desportivos que permitiram fortalecer os laços de amizade não só com várias cidades do continente, como com a Calheta e a ASIMARE (Associação Internacional de Masters do Recife) - Brasil.
- Ex- presidente da Direção do Clube de Futebol União de Coimbra, Pinto Ferreira que dedicou uma grande parte da sua vida de dirigente ao nosso Clube.
- Atleta do Clube e do Núcleo o falecido Luís Simões.


domingo, 16 de Março de 2014

U. COIMBRA 8 AZENHA 2

União voltou a demonstrar veia goleadora, vitória por 8-2

Jogo no Parque Desportivo de Almalaguês
Ao intervalo: 5-0.
Marcadores: Fernando Martins (4), Jorge Alexandre (3) e Trindade
Equipa de arbitragem: Rafael, Gomes e Rui.
Jorge Vaz, Arcanjo, Vítor Sá, Vítor Duarte, Xico Monteiro, Amado, Maná, Gonçalo, Murta, Fernando Martins e Jorge Alexandre.
Jogaram ainda: Trindade, Zeca, Pedro Maria, Joaquim e Freitas.
Treinador: Fernando Freitas.
Outras presenças: Marcelino, Abel, Cortez, Ramiro, Cândido, Fernandes e Regêncio.

quinta-feira, 13 de Março de 2014

20º ANIVERSÁRIO - ALMOÇO E HOMENAGENS

O almoço de aniversário, que decorreu em grande ambiente festivo teve, no entanto, alguns momentos de muita emoção. A homenagem póstuma que fizemos a Luís Simões levou a que algumas lágrimas "teimosas" aflorassem aos olhos de muitos. Mário Nicolau, antigo atleta, emocionou-se ao recordar o seu primeiro "Académica-União" e Fernando Regêncio, presidente da Mesa da Assembleia Geral do clube, teve uma intervenção sublinhada com grande emoção clubística.  Cantados os "parabéns a você" e o hino do núcleo, procedeu-se ao corte do bolo de aniversário, tarefa repartida por três ex-presidentes do clube: Carlos Pires, Júlio Ramos e Pinto Ferreira.


Mário Martins (esq) e Mário Nicolau (dta) deram valioso contributo
   
Manuel Baeta, a homenagem justa às gentes da Calheta (Madeira)



Luís Providência no uso da palavra
   
Pinto Ferreira, um ex-presidente homenageado


Helena Simões, uma homenagem sentida dos veteranos a Luís Simões

António Marcelino, a juventude dos 60

Vítor Sá, a juventude dos 50

Carlos Rafael recebeu prémio dos veteranos

O almoço do aniversário, no restaurante 39, reuniu mais de 200 pessoas

Pinto Ferreira, Carlos Pires e Júlio Ramos

terça-feira, 11 de Março de 2014

5/3/1994-5/3/2014-20º ANIVERSÁRIO DO NÚCLEO


O nosso núcleo festejou vinte anos de existência: PARABÉNS !!!

Emoção e fervor clubístico

O núcleo de veteranos do U. Coimbra festejou no passado sábado o seu 20º aniversário. Uma manhã desportiva no Estádio Cidade de Coimbra e um almoço comemorativo marcaram este dia.

Com a presença de mais de 200 pessoas, entre as quais velhas glórias do clube da Arregaça, como Seabra, Cavaleiro, Carlinhos, Niza, Zé Vítor ou o ex-técnico Francisco Andrade e ex-presidentes Carlos Pires e Aurélio Santos, a festa decorreu com enorme sentimento clubístico e houve emoção “a rodos”.

A manhã desportiva colocou frente a frente “Os amigos do Vítor Oliveira” e “Os amigos do Cândido” veteranos e treinadores “por um dia” que escolheram, entre os inúmeros veteranos presentes, duas equipas que evoluíram no relvado do “Cidade de Coimbra” e mostraram que “velhos são os trapos”. Vítor Oliveira "leu" melhor o jogo e, depois da sua equipa estar a perder por 2-0, deu a volta ao resultado e venceu por 3-2.

Seguiu-se o almoço, durante o qual se avivaram memórias desportivas do quase centenário clube unionista, os veteranos homenagearam Pinto Ferreira, antigo dirigente e presidente, Manuel Baeta, ex-presidente da Câmara Municipal da Calheta, Luís Providência, ex-vereador do Desporto do Município de Coimbra e Luís Simões (a título póstumo) antigo atleta, veterano e treinador-adjunto do clube.

Dos discursos que encerraram a festa, destaque para as intervenções de Júlio Ramos (ex-presidente unionista) e um inflamado e emotivo discurso de Fernando Regêncio, presidente da Mesa da Assembleia Geral do clube.

Horácio Antunes (em representação da Associação de Futebol de Coimbra), engº Moura Távora, em nome da Junta de Freguesia dos Olivais e Dr. Isaías Pádua em representação do Tribunal da Relação de Coimbra, estiveram também presentes.




"Os amigos de Vítor Oliveira e "Os amigos de Cândido" - o convívio entre veteranos